Linguagem de compra e venda

A LINGUAGEM ESTÁ MERCANTILIZADA, DOMINADA PELO BARBARISMO DA COMPRA-E-VENDA E PELOS PROXENETAS CULTURAIS PARTIDÁRIOS DOS SISTEMAS FINANCEIROS QUE CENTRALIZAM A CULTURA, A LÍNGUA E A ECONOMIA NAS ARENAS DITATORIAIS-CONTROLADORAS-ASFIXIANTES. É O RESLOUCAMENTO DOS DISCURSOS DA UNIFORMIZAÇÃO, DA HOMOGENEIZAÇÃO E DO CULTO DA PERSONALIDADE QUE DOMINAM A CONSCIÊNCIA HUMANA. SIM O PENSAMENTO É CADA VEZ MAIS SUBSTITUÍDO PELA PUBLICIDADE DO CONSUMISMO, PELA VULGARIZAÇÃO COMUNICACIONAL, PELA MASSIFICAÇÃO DA MEDIOCRIDADE, DA FUTILIDADE, DA AUTOPROMOÇÃO E DA BANALIDADE MIDIÁTICA – L. Serguilha

Comentário(s): 3

  1. Margareth Bravo

    Olá meu caro Adriel,

    Hoje reli um comentário seu e fiquei muito tocada e também saudosa de nosso contato. Não acho seu email, nem te encontro no facebook. Voltei aos estudos, por isso estou tão afastada do meu blog e do blog de amigos.
    Escrevi um poema para você e queria te enviar por email, mas como não achei, vou enviar por aqui. Se puder me adiciona no FB e me atualiza seu email – o meu é [email protected]
    Um grande e afetuoso abraço

    Nunca vi Adriel…
    Nunca olhei nos seus olhos
    Nunca segurei suas mãos
    Nunca ouvi sua voz
    Mas sabia que estava lá…
    Apenas visitei sua alma
    Algumas vezes poço profundo
    Outras tantas abismo
    Quase sempre espanto, pasmo, horror
    Mas sua topologia é múltipla e flutuante
    Então, vê-se prados verdejantes e úmidos
    O ar está cheio de brumas e exala um perfume
    Folhas esvoaçantes bailam com pirilampos
    Vôos de pássaros rasantes que entram e saem em alvoroço
    Lá a beleza é algo sublime sem descanso
    Posso escutar os seus pensamentos
    Posso entender os seus sonhos e pesadelos
    Nenhuma noite estrelada é mais bela que seus medos
    Ventos atravessam dissonantes um agora sonoro pleno e vazio ao mesmo tempo
    Fecho os olhos e vejo, e te sei
    Você deixa os mesmos rastros em que me reconheço.

    Responder
    1. adv

      Cara Margareth, que satisfação! Que belíssimos versos, vibrou-me por inteiro!! Já tratei de imprimi-lo e colocá-lo num lugar privilegiado de um mural de colagens que tenho na parede da sala, meu bunker-com-pensamentos-de-resistência da qual puxo alguns fios todos os dias que acordo. Me tocaram realmente, fiquei em suspenso naquele instante de tempo cristalino quando nos encontramos em um outro. Instante de vida vivida que valeu a pena! Grato por isso! Eu só tenho o facebook do blog, logo tratarei de procurar seu contato por lá ok. Forte abraço

      Responder
      1. Margareth Bravo

        Fico feliz querido! E eu que agradeço pela inspiração que você me proporcionou! Creio que achei a página lá no FB. No meu perfil publiquei o poema com uma foto, uma escultura especial. Vamos manter contato! grande e afetuoso abraço

        Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *